Loja do Vapa corrige jornalista do Público

Cara Romana Borja-Santos,


Sendo o Público uma das publicações que em Portugal me merece mais respeito, não posso deixar de ficar incomodado com a sua publicação do passado dia 16 de setembro na qual os cigarros eletrónicos aparecem claramente como um mal maior que o tabaco convencional.
Como legenda da foto que lustra o seu artigo é dito que “ Os cigarros eletrónicos têm até dez vezes mais agentes cancerígenos do que o tabaco convencional”.
Poderia juntar uma vasta coleção de artigos e estudos a dizer exatamente o contrário, mas envio-lhe em anexo apenas um estudo, porque:
É recente: Agosto de 2015
É publicado por uma entidade acima de qualquer insuspeição: Public Health England;
E foi realizado por entidades com reconhecido mérito científico:
 
McNeill A, Brose LS, Calder R, Hitchman SC
Institute of Psychiatry, Psychology & Neuroscience, National Addiction Centre, King’s College London  - UK Centre for Tobacco & Alcohol Studies
 
 
            Hajek P, McRobbie H (Chapters 9 and 10)
Wolfson Institute of Preventive Medicine, Barts and The London School of Medicine and Dentistry Queen Mary, University of London
UK Centre for Tobacco & Alcohol Studies
 
Trata-se de um estudo com 113 páginas e uma bibliografia com 185 fontes.
Chamo apenas a sua atenção para o seguinte extrato do texto da página 80 do referido estudo:
Summary of findings
Two recent worldwide media headlines asserted that EC use is dangerous. These were based on misinterpreted research findings. A high level of formaldehyde was found when e-liquid was over-heated to levels unpalatable to EC users, but there is no indication that EC users are exposed to dangerous levels of aldehydes; stressed mice poisoned with very high levels of nicotine twice daily for two weeks were more likely to lose weight and die when exposed to bacteria and viruses, but this has no relevance for human EC users. The ongoing negative media campaigns are a plausible explanation for the change in the perception of EC safety (see Chapter 8).
None of the studies reviewed above alter the conclusion of Professor Britton’s 2014 review for PHE. While vaping may not be 100% safe, most of the chemicals causing smoking-related disease are absent and the chemicals that are present pose limited danger. It had previously been estimated that EC are around 95% safer than smoking [10, 146]. This appears to remain a reasonable estimate.
 
O combate aos cigarros eletrónicos sem estar assente em trabalhos científicos atuais, é eticamente reprovável e potencialmente criminoso nos casos em que afaste pessoas de fazer o switch entre o tabaco tradicional e o cigarro eletrónico.
Péssimo é fumar o tabaco tradicional, Ótimo é nada fumar, mas muito aceitável e positivo será a substituição do cigarro tradicional pelo eletrónico com ou sem nicotina.
Nós, Loja do Vapa, sabemos que existem maus produtos oriundo em particular do mercado asiático, mas também existem excelentes produtos que são aqueles que escolhemos e são produzidos em reconhecidos laboratórios europeus.
Como em qualquer outro produto, a variação entre o melhor e o pior serão sempre muito elevadas. Uma má maçã que tenha sido bombardeada com pesticidas químicos será altamente cancerígena, outra que tenha sido colhida após o período de proteção será aceitável e uma biológica será ótima.
Nos próprios cigarros tradicionais as concentrações dos agentes cancerígenos variará dramaticamente. Por isso quando se diz que um cigarro eletrónico pode conter 10 vezes mais agentes cancerígenos que um cigarro tradicional, o que se está a comparar? O pior cigarro eletrónico com o menos mau cigarro tradicional??? E isso que significado terá?
Deixo-lhe um repto: um artigo com o título “E se todos os portugueses fumadores mudassem para os cigarros eletrónicos, quantas vidas se poderiam poupar?”. Podemos ajudá-la a reunir o material necessário.
Ficaríamos pois muito contentes se víssemos em breve um novo artigo seu mas desta vez mais rigoroso sobre o tema. Podemos dar-lhe toda a ajuda e até mostrar-lhe algumas novidades como os cigarros eletrónicos sem nicotina ou com substituto biológico de nicotina.
Terá que concordar comigo que a legenda da foto foi muito infeliz e se confunde com o mau jornalismo que existe em Portugal. Sabemos que quem foi entrevistado terá dito exatamente o contrário isto é, que existem estudos, os quais são desmentidos por especialistas que referem o que foi colocado no jornal. A legenda poderia quando muito conter “especialistas desmentem estudos que concluem ser os cigarros eletrónicos mais prejudiciais que os tradicionais”.
 
Ficamos ao dispor para qualquer esclarecimento adicional.
 
Com os melhores cumprimentos

Sérgio Chaves

www.lojadovapa.com

917727930


Powered by Jasper Roberts - Blog
Alojamentos Web, Registo de Domnios, Lojas Online, Servidore Dedicados