Atenção à tecnica DRY-BURN

Aconselhamento: Evitar o “dry-burnning” para limpar as resistências

É uma prática comum entre os vapers DIY, pré-aquecer em cima de uma chama as resistências para lhe darem forma ou utilizar o Dry-Burn para as limpar.

De acordo com o Dr. Konstantinos Farsalinos, reconhecido especialista que tem tomado constantes posições públicas em defesa do vaping, tal prática deve ser abandonada, aconselhando que no que respeita à limpeza que se utilize o álcool ou a água.

Ao praticar-se o dry-burn, provoca-se um aquecimento das resistências bem superior a 700ºC, o que altera a estrutura do metal enfraquecendo as ligações entre os respetivos átomos favorecendo desta forma a libertação de partículas do metal. Basta efetuar-se este procedimento uma vez para que daí para a frente se soltem partículas.

Apesar de mesmo assim, o vaping continuar a ser muito mais seguro que fumar tabaco, segundo Farsalinos não existe nenhuma justificação para que não se abandone esta prática se através de tal atitude se aumenta a segurança do vaping.

Ele sugere o uso de potências inferiores, álcool para limpeza ou, mais simples ainda, a construção de novas bobinas em vez de queimar seco para limpá-los.

Aqui fica pois a advertência.

 

Pode-se consultar todo o artigo aqui: https://www.planetofthevapes.co.uk/news/health-studies/2015-06-02_farsalinos-on-coils-and-cell-culture-experiments.html?utm_source=nl&utm_medium=news&utm_campaign=dryburn


Powered by Jasper Roberts - Blog
Alojamentos Web, Registo de Domnios, Lojas Online, Servidore Dedicados